Rarotonga, Ilhas Cook

Avarua
Área de Preservação Takitumu 
Laguna Muri

Find MSC World Cruise

Rarotonga

Aves Raras, Mercados e Praias

Ainda hoje, assim como há séculos, quando você chega ao Porto de Avatiu, você é recebido com colares de flores oferecidos pelo povo de Rarotonga, a maior das Ilhas Cook. Ao desembarcar do seu transatlântico MSC, percebe-se que Rarotonga é uma ilha montanhosa cercada por uma única estrada, a Ara Tapu, que margeia o litoral, atravessando os inúmeros riachos que descem das montanhas. Esta é uma estrada mais moderna, enquanto que a outra, o Ara Metua é muito mais antiga e remonta há mil anos.

 
No seu MSC World Cruise, você descobrirá o que é viver em Avarua, a capital pacífica das Ilhas Cook, passeando por seu mercado aberto Punanga Nui e explorando os edifícios públicos desta nação, ou visitando a Igreja do CICC (Igreja Cristã das Ilhas Cook ) que remonta a 1842. 
 
Viajando em um dos cruzeiros do MSC, você também poderá explorar o coração da ilha acompanhado por um curandeiro tradicional local, ou visitar a Área de Preservação Takitumu no lado oposto da ilha. Esta reserva preserva uma seção de floresta tropical que protege um pássaro indígena raro, o kakerori, ou Monarca Rarotonga, que está ameaçado de extinção devido à introdução de predadores como o gato. Se você prosseguir por mais 8 km além da reserva, encontrará o cais no porto de Ngatangiia de onde partiam os barcos polinésios que colonizaram a Nova Zelândia na metade do século XIV.  Atrás deste porto encontra-se a Laguna Muri, um tesouro raro protegido por quatro ilhas cobertas de florestas e repletas de peixes tropicais coloridos e complexos recifes de corais. E se depois de passar tanto tempo no mar, você quiser voar um pouco, os visitantes mais ousados podem aproveitar a oportunidade para sobrevoar a ilha Rarotonga por cerca de vinte minutos a bordo de um monomotor Cessna. Um passeio aéreo inesquecível com guia turístico.

Lugares imperdíveis em Rarotonga

Conheça nossas excursões

    Ilhas Cook

    Na rota dos corais
    Na rota dos corais

    As Ilhas Cook, compostas por quinze ilhas, mantêm fortes laços com a Nova Zelândia e têm sido um destino turístico desde a década de 1950. 

    Como resultado da força incontrolável dos vulcões antigos, elas consistem principalmente de atóis de coral paradisíacos que protegem lagoas tranquilas. Algumas das ilhas, tais como Takutea ou Suwarrow, são tão pequenas que só podem ser reservas naturais preservadas, desabitadas ou quase desabitadas; outras são grandes o suficiente para acomodar milhares de pessoas, embora muitos tenham emigrado para a Nova Zelândia durante o século XX. 
     
    O MSC World Cruise atraca em Rarotonga, a maior e mais populosa Ilha, que abriga a capital das Ilhas Cook: Avarua. 
     
    Aitutaki é uma das ilhas dos sonhos, onde centenas de recém-casados desejam passar a lua de mel, e onde os apaixonados desejam realizar seus casamentos. Palmeiras, águas azul turquesa e areias brancas: As Ilhas Cook são tudo aquilo de que os sonhos são feitos. Embora conhecidas e colonizadas por pessoas originárias da Ásia há centenas de anos antes da chegada dos navegadores europeus, essas ilhas receberam o nome do explorador britânico James Cook, que as visitou viajando em dois veleiros durante o século 18.