Ajaccio

Um grupo de ruas antigas
Memórias de Napoleão Bonaparte
Uma cidadela do século XV

Procurar cruzeiros no Mediterrâneo

AJACCIO/Córsega

Clima ameno, tranquilidade e bares chiques

Durante seu cruzeiro pelo Mediterrêneo com a MSC Cruzeiros, que tal uma bela excursão pelo litoral da Córsega?


Ajaccio é um lugar tranquilo e muito bonito para se visitar na Córsega e apresenta um clima ameno e uma grande variedade de elegantes cafés, restaurantes e lojas. O coração da velha cidade de Ajaccio – um aglomerado de ruas antigas que se espalham para o norte e para o sul do Place Foch, que se abre para a orla pelo porto e marina – detém o maior interesse.

Nas proximidades, para o leste, o Place de Gaulle forma o moderno centro e é a fonte da principal via pública, cours Napoleón, que segue paralela ao mar por quase 2 km a nordeste. A leste do Place de Gaulle se estende a parte moderna da cidade em frente à praia, dominada a extremo leste pela cidadela. Assim que se chega ao portão medieval da cidade, o Place Foch se encontra no coração da velha Ajaccio.

Uma praça agradável, que desce até o oceano, recebe seu nome local – place des Palmiers – devido à sequência de palmeiras que faz fronteira com a faixa central. Dominando a extremidade superior, uma fonte com quatro leões de mármore dão suporte à implacável estátua de Napoleão. O lado sul do Place Foch, de pé sobre a antiga linha que divide o bairro ao redor do porto e o território da burguesia, dá acesso à Rue Bonaparte, a principal rota para o segundo bairro. 


Construído sobre a elevada subida para a cidadela, as ruas isoladas desta parte da cidade – com suas empoeiradas construções e modestos restaurantes iluminados pelas ondas do mar ou pelo céu no final de ruelas – mostram mais sobre a antiga Ajaccio do que qualquer outro lugar.

Lugares imperdíveis em Ajaccio

Conheça nossas excursões

    França

    Um charme discreto
    Um charme discreto

    Uma viagem ao sul da França o levará aos céus. Este Jardim do Éden engloba a parte mais baixa dos Alpes cobertos pela neve e suas colinas, que na descida leste em direção ao mar e ao leste se estende até quase chegar a Rhône.


    As terras costeiras do interior são formadas por uma série de colinas arborizadas e íngremes, enquanto o litoral é uma série de baías geométricas em constante mutação que dão caminho a afloramentos de estreitas enseadas profundas com rochas cintilantes, como fiordes em miniatura – os calanques. Todos estes elementos não seriam nada, se não fosse a mágica luz do Mediterrâneo. Em seu melhor período, na primavera e no outono, ela é leve e teatral, como se algum especialista tivesse equipado cada paisagem com a máxima cor e definição com um brilho mínimo. Um cruzeiro até o sul da França é uma boa oportunidade para visitar a capital da Riviera, Nice – uma mistura vibrante e intrigante de influências italianas, do esplendor da Belle Époque desvanecida e da arte de primeira classe.

    A leste da cidade, a parte inferior da Corniche liga as pitorescas cidades a beira-mar de Villefranche, St-Jean-Cap-Ferrat e Beaulieu; as estradas superiores oferecem algumas das viagens litorâneas mais espetaculares da Europa, rumo à elevada vila de Èze e ao minúsculo principado de Mônaco. A parte ocidental da Riviera mostra suas melhores praias em Juan-les-Pins e, em Cannes, um animado centro com lojas de grife e cinema.