Brindisi

Tesouros medievais ocultos
A porta de entrada para as belezas da Puglia
Um sabor oriental

Procurar cruzeiros no Mediterrâneo

Brindisi/Lecce

O porto voltado para o Oriente

No passado, um ponto de ligação para as Cruzadas; hoje, uma parada imperdível em qualquer viagem pelo Mediterrâneo, Brindisi ainda é uma cidade que tira seu sustento do fluxo de pessoas exatamente como você no seu navio da MSC!


Já seria uma experiência inesquecível passar o tempo em um bar ou restaurante na antiga cidade de Brindisi. A cidade antiga conta com um ar agradável, quase oriental, e algumas joias escondidas em suas ruas estreitas. Via Colonne, com seus palazzi dos séculos XVII e XVIII, leva até o Duomo de Brindisi, um edifício notável, no mínimo pelo fato de ter sobrevivido a sete terremotos desde a sua construção no século XI. Do lado de fora, é possível encontrar o Museo Archeologico Provinciale.

Além dos ornamentos e estátuas das necrópoles que permeavam a Via Appia nos tempos romanos, várias salas apresentam itens de bronze recuperados com a exploração subaquática na região, além de achados de escavações no sítio arqueológico de Egnazia, nas proximidades.

Outro dos tesouros ocultos de Brindisi é a minúscula igreja redonda de San Giovanni al Sepolcro, um batistério do século XI. Seu interior é um pouco escuro, mas é possível ver alguns dos afrescos originais do século XIII. E há mais afrescos, dessa vez centenários, na Chiesa di Santa Lucia, nas proximidades da Piazza del Popolo.
 
Ostuni, 40 km a noroeste de Brindisi, é conhecida como “a cidade branca” e é uma das pequenas cidades mais espetaculares do sul da Itália. Situada em três colinas na extremidade meridional de Le Murge, foi uma importante cidade greco-romana no século I d.C. O centro antigo estende-se pela colina mais alta, uma faixa branca cintilante de ruas ensolaradas e becos de paralelepípedos que domina as planícies abaixo. 

Lugares imperdíveis em Brindisi

Conheça nossas excursões

    COMO CHEGAR AO PORTO

    Porto de Brindisi

    Esta seção contém informações de como chegar até o porto

    Terminal de Cruzeiros

    Costa Morena Est - O navio atracará no "porto esterno", porém todos os hóspedes que embarcam e desembam serão levados de ônibus até o Terminal de Cruzeiros principal localizado no "porto interno".
    Para realizar o check-in prévio no Terminal de Cruzeiros "Piazzale di Via Spatato Varco Portuale Spalato"

    Chegar ao porto de

    • Carro

      Vindo de Bari e de Taranto em direção a Lecce ou vice versa, acessar a Saída Porta Lecce em direção ao centro da cidade, seguindo as placas indicando "Centro". Depois de 2 km, virar à direita na placa indicando Seno di levante, Portão Via Spalato.
      Carro

      Informações úteis

      PARING TOUR
       
      Terminal Brindisi Costa Morena
       
      Tel. +39 339 4820003
       
      E-mail: info@parkingtour.it
       
      VEÍCULOS dias TARIFAS
      Carro 8 € 80,00
      SUV 8 € 120,00
      Mini van 8 € 120,00
    • Trem

      A Estação Ferroviária está localizada no centro da cidade a uma curta distância do Terminal de Cruzeiros (10 minutos de caminhada).
      Trem
    • Avião

      O Aeroporto Brindisi-Salento opera voos regulares entre Brindisi e Roma, Milão, Bolonha, Veneza, Turim e Perugia. O Aeroporto fica a aproximadamente 6 km de distância do porto, o trajeto de taxi é de 15 minutos até o Terminal de Cruzeiros no Portão da Via Spalato, no porto interno.
      Avião

    Itália

    História, gastronomia e moda
    História, gastronomia e moda

    Um cruzeiro para a Itália é uma montanha russa cheia de emoções. Roma é uma cidade imensa diferente de todas as outras, em termos de locais históricos, supera de alguma outra forma qualquer outro lugar do país.
     
    A Ligúria, pequena região costeira ao longo do litoral nordeste, é conhecida há muito tempo como “A Riviera Italiana ” e, consequentemente, fica cheia de banhistas na maior parte do verão.
    No Veneto, o principal foco de interesse é, claro, Veneza: uma cidade única e cada pedacinho desta cidade é tão lindo quanto sua reputação possa sugerir. A Toscana, na região central da Itália, representa talvez a imagem mais observada do país, com sua área clássica de montanhas e as cidades de Florença e Pisa, repletas de arte.

    O sul, por sua vez, começa com a região de Campania. Sua capital, Nápoles, é uma cidade única e inesquecível, o coração espiritual do sul da Itália. A Puglia, o “calcanhar” da Itália, também apresenta belíssimos atrativos, principalmente a paisagem da península de Gargano e as qualidades comerciais, com grandes mercados, de sua capital, Bari.

    No que diz respeito à Sicília, a ilha é realmente um lugar afastado, com uma grande variedade de atrações que vão desde alguns dos mais preservados tesouros helenísticos da Europa, até alguns dos mais atraentes resorts do Mediterrâneo em Taormina e Cefalù, sem contar alguns lindos cenários de planalto.