Rotterdam

Bares, casas noturnas e uma série de festivais de primeira classe
O Kunsthal e o Museu Boijmans van Beuningen
Um dos maiores portos do mundo

Procurar cruzeiros no Norte da Europa

Rotterdam

Um caldeirão de culturas

O seu navio da MSC ficará ancorado no maior porto do mundo, Rotterdam, uma cidade prática, da classe operária, no centro de um labirinto de rios e canais artificiais que, juntos, formam a foz dos rios Rijn (Reno) e Maas (Mosa). Após a devastação sofrida na Segunda Guerra Mundial, Rotterdam tornou-se uma cidade vibrante e poderosa, pontilhada de atrações culturais de primeira classe.
Seu cruzeiro MSC no norte da Europa será a oportunidade de ver que a imensa obra de aterramento marítimo não obliterou o caráter prático da cidade: a sólida determinação é uma das características que atrai o visitante, assim como seus bares e casas noturnas vibrantes.

Entre as atrações mais interessantes durante suas férias na Holanda, está Kunsthal, o museu de arte contemporânea de Rotterdam, e o Museu Boijmans van Beuningen, que conta com uma excepcional coleção de arte que inclui obras representativas de quase todos os pintores holandeses mais importantes; ambos ficam na zona cultural designada da cidade, o Museumpark.

Outros locais interessantes dignos de uma visita durante uma excursão da MSC são Oude Haven, o porto mais antigo da cidade, devastado durante a Segunda Guerra Mundial, mas posteriormente renovado, e Delfs haven, um antigo porto que conseguiu sobreviver aos bombardeios praticamente intacto. Rotterdam também oferece uma série de festivais de alta categoria, entre eles o elogiado Festival de Jazz do mar do Norte e o interessante carnaval de verão.

O pós-guerra trouxe a rápida reconstrução das docas e, quando enormes navios com contêineres e petroleiros tornaram obsoletas as instalações portuárias existentes, a população de Rotterdam construiu um porto de águas profundas, o Europoort, que se projeta no mar do Norte, cerca de 25 km a oeste da cidade velha. Concluído em 1968, o Europoort recebe os maiores navios do mundo, entre eles os transatlânticos da MSC.

Lugares imperdíveis em Roterdã

Conheça nossas excursões

    Países-Baixos

    A terra dos tamancos de madeira
    A terra dos tamancos de madeira

    Embora metade deles já tenha estado debaixo d´água, os Países Baixos é uma das nações mais urbanizadas – e densamente populosas – da terra com uma grande quantidade de atrações em uma área relativamente pequena.

    Uma viagem para os Países-Baixos o ajudará a entender porque ele é um país notável, praticamente todo feito pelo homem e cuja metade dele fica no nível do mar ou abaixo dele. Um quinto dos Países-Baixos é formado por... água. Sem proteção, dois terços do país seria regularmente inundado.

    O ponto mais baixo dos Países-Baixos – a sete metros abaixo do nível do mar – também é o ponto mais baixo da Europa. Um cruzeiro para os Países-Baixos significa uma paisagem fértil e plana cheia de valas de drenagem e canais, sob imensos céus abertos, enquanto as cidades e as vilas do país normalmente são locais cheios de moradias triangulares, lindos canais e torres de igrejas primitivas e intocadas.

    Apesar das pequenas dimensões do país, normalmente, cada cidade é um local totalmente separado com sua própria identidade distinta – na verdade talvez não haja nenhum outro lugar no mundo onde você possa ouvir tantos sotaques diferentes, mesmo dialetos, em um lugar tão pequeno.

    Durante a primavera e o verão, os campos de flores oferecem toques de cor arrojados e a oeste e norte, a longa costa é marcada por milhas e milhas de dunas protetoras em amplas faixas de praias de areia perfeitas.