MSC assina novo acordo de cinco anos com a Cruise Saudi demonstrando o comprometimento de longo prazo para cruzeiros no mar vermelho e no Golfo Arábico

• Direitos preferenciais de atracação de cruzeiros no porto de Jeddah, na Arábia Saudita, firmados até 2027
• O MSC Bellissima foi um ponto central na inauguração do novo terminal de passageiros em Jeddah
• A MSC Foundation e a Ba’a Foundation unirão forças para promover a restauração de corais

News, Artists for Bellissima Christening | MSC Cruises

A Divisão de Cruzeiros do Grupo MSC assinou um acordo de cinco anos com a Cruise Saudi para direitos preferenciais de atracação no porto de Jeddah, na Arábia Saudita. A iniciativa é mais um sinal do compromisso de longo prazo da Companhia em apoiar o desenvolvimento do setor de turismo local com a operação de cruzeiros no Mar Vermelho e no Golfo Arábico. O anúncio foi feito em Jeddah, quando um dos navios mais modernos da Empresa, o MSC Bellissima, celebrou a inauguração do novo terminal de passageiros da cidade com um evento comemorativo a bordo.

 

 

O novo terminal de cruzeiros receberá os hóspedes que irão embarcar no MSC Bellissima para a antecipada temporada inaugural no Mar Vermelho, com cruzeiros de três e quatro noites partindo de Jeddah, na Arábia Saudita, rumo ao Egito e à Jordânia, até o final de outubro.

O evento especial de hoje, a bordo do MSC Bellissima, teve a presença de Pierfrancesco Vago, Presidente Executivo da MSC Cruzeiros, Fawaz Farooqui, Diretor Geral da Cruise Saudi, dignitários locais, funcionários seniores da Autoridade de Turismo Saudita, da Cruise Saudi, da Autoridade Portuária Saudita - Mawani, bem como membros da imprensa da Arábia Saudita e da comunidade de viagens.

 

 

O Comandante do navio, Capitão Roberto Leotta, que comandará o MSC Bellissima nos próximos meses, trocou placas com Fawaz Farooqui em uma cerimônia marítima tradicional para celebrar a primeira escala do navio no porto.

 

 

Os participantes do evento especial de hoje realizaram tours guiados no navio, assistiram a um show especial da equipe de entretenimento premiada da MSC Cruzeiros e também desfrutaram da gastronomia em uma variedade de excelentes restaurantes de especialidades do navio.

 

 

Pierfrancesco Vago, Presidente Executivo da MSC Cruzeiros disse: “Este é um dia muito especial e histórico para todos nós. O maior e mais moderno navio de cruzeiro a operar no Mar Vermelho partiu do novo terminal de Jeddah para marcar um novo começo para os cruzeiros na Arábia Saudita e, de forma mais ampla, para a sua crescente indústria de turismo.

 

 

 “Agora, podemos possibilitar que nossa base global de hóspedes viaje e conheça nossos itinerários únicos neste belo país, com seus locais históricos considerados Patrimônio Mundial da UNESCO e com os seus litorais preservados. E com esse novo acordo em vigor, trabalharemos junto com a Cruise Saudi em uníssono para desenvolver este aspecto especial do crescimento perseverante e sustentável da Arábia Saudita no turismo, que reflete exatamente nossa própria estratégia e ambição. E trabalharemos juntos para atrair hóspedes de todo o mundo, bem como dos mercados locais, para férias incríveis no Mar Vermelho e no Golfo Arábico, como nenhuma outra a bordo dos nossos modernos navios e de alto desempenho ambiental. ”

 

 

Mark Robinson, Diretor de Operações e Comercial da Cruise Saudi, acrescentou: “Este evento é um grande marco para a Cruise Saudi e, sem dúvidas, para a indústria do turismo na Arábia Saudita, em linha com a Visão 2030. Com a missão de lançar a indústria de cruzeiros na Arábia Saudita, a criação da Cruise Saudi ocorreu há apenas seis meses no FII, em Riade. Mesmo assim, nesses poucos meses, pudemos trabalhar com parceiros internacionais, como a Divisão de Cruzeiros do Grupo MSC e órgãos nacionais, como a Autoridade Portuária Saudita, MAWANI, o Terminal do Mar Vermelho, a Autoridade de Turismo Saudita, os Ministérios de Transportes Cultura, Saúde e Turismo, Aduana e Imigração Saudita, a Guarda de Fronteira Saudita, as Câmaras de Comércio de Jeddah e muitas outras organizações, para construir o primeiro terminal de cruzeiros da Arábia Saudita no Porto Islâmico de Jeddah, e para mobilizar a infraestrutura, mão de obra e sistemas necessários para receber empresas globais de cruzeiros para as primeiras temporadas completas de verão e inverno da Arábia Saudita. A missão da Cruise Saudi; de criar 50.000 empregos até 2025, de facilitar a construção de cinco portos adicionais, com Jeddah como homeport, e receber 1,5 milhão de visitas anuais de passageiros até 2028; é ambicioso, e terá um papel importante no fortalecimento da indústria do turismo na Arábia Saudita. É uma visão que não seríamos capazes de realizar se não fosse pelos nossos parceiros de negócios de confiança, como a MSC. ”

 

 

MSC Bellissima, lançado em 2019, é um dos navios mais inovadores da frota da MSC Cruzeiros, e está equipado com uma ampla gama de recursos ambientais de ponta e tecnologias inovadoras para reduzir o seu impacto ambiental.

 

 

O navio fará 21 viagens no Mar Vermelho partindo de Jeddah entre o final de julho e o final de outubro, com cruzeiros de três e quatro noites para Safaga, próxima a Luxor, no Egito, além de Aqaba, próxima a Petra, na Jordânia, antes de retornar ao porto saudita.

 

 

As viagens de verão do Hemisfério Norte serão adicionadas às viagens de 2021/2022 pelo Mar Vermelho, anunciadas anteriormente pela MSC Cruzeiros, partindo de Jeddah a partir de novembro. Para mais informações clique aqui.

 

 

MSC Virtuosa, lançado este ano, também fará sua estreia na Arábia Saudita, na temporada 2021/2022, com escalas no porto de Dammam. Para mais informações clique aqui.

 

 

A MSC Foundation e a Ba’a Foundation unem forças para avançar a conservação dos corais


 

Também durante o evento, a MSC Foundation, organização privada sem fins lucrativos do Grupo MSC e a Ba’a Foundation, organização sem fins lucrativos da Arábia Saudita, anunciaram que unirão forças para promover a preservação dos corais, ajudando, assim, a proteger os ecossistemas marinhos. Compartilhando do objetivo comum de proteger e preservar os oceanos, as duas fundações estão se unindo para avançar a prática e a ciência da restauração de recifes de coral e, principalmente, disseminar o conhecimento que adquirirem para o público global. A parceria terá como objetivo promover a compreensão científica das melhores práticas para a restauração funcional de recifes de coral e aumentar a área de habitat do recife ativamente restaurada. A colaboração se concentrará inicialmente em locais específicos do Caribe e do Mar Vermelho, onde os esforços de restauração são mais necessários.

 

 

Na primeira fase dessa parceria, uma série de reuniões científicas virtuais terão início, com o objetivo de compartilhar conhecimento e a experiência para definir as áreas específicas de colaboração. Uma meta de longo prazo será de compartilhar conhecimento e resultados com a comunidade científica e tomadores de decisão ao redor do mundo, bem como com os hóspedes que visitarão esses destinos, aumentando significativamente a consciência global da necessidade de todos desempenharem um papel e agirem para proteger os oceanos.

 

 

Os recifes de coral estão entre os ecossistemas mais diversos do mundo, e abrigam mais de 25% das espécies marinhas. Eles servem como alimento, são um recurso econômico para meio bilhão de pessoas e protegem as comunidades do litoral de tempestades e erosões. De acordo com o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da ONU, os cientistas preveem que entre 70% e 90% dos recifes de coral correm o risco de morrer nas próximas duas décadas (2030-2050).


 

Pierfrancesco Vago complementou: “Nossa empresa familiar tem uma longa tradição de navegação, e proteger o oceano é um valor fundamental para nós. Isso também está no centro do trabalho realizado pela MSC Foundation, e nossos esforços começaram com a Ocean Cay MSC Marine Reserve. Por meio da parceria com a Ba’a Foundation, com a qual o compromisso com o oceano é nosso denominador comum, podemos agora nos tornar ainda mais globais em nossos esforços. O Mar Vermelho é o lar de alguns dos recifes de coral mais intocados do mundo e, por meio do conhecimento e da pesquisa de especialistas e graduados na King Abdullah University of Science and Technology, assim como o programa de pesquisas na Ocean Cay, podemos realmente fazer a diferença globalmente para a restauração dos corais em todo o mundo, o que é fundamental para garantir a saúde dos oceanos. ”


 

O Diretor Executivo da Ba'a Foundation, Bader Alrabiah, enfatizou o desejo da fundação de promover iniciativas voltadas à preservação do meio ambiente e da cultura por meio da realização de parcerias nacionais e internacionais para maximizar o papel da sustentabilidade e do desenvolvimento, além de viabilizar iniciativas nesses setores vitais, destacando que o Mar Vermelho contém os ecossistemas e recifes de coral únicos no mundo.

 

 

"A Ba'a Foundation aspira realizar sua visão e missão, engajando iniciativas e estratégias em projetos sem fins lucrativos e contribuindo para o desenvolvimento de todo o setor sem fins lucrativos por meio da sustentabilidade de longo prazo com a mais alta eficiência", acrescentou Alrabiah.


 

MSC Foundation, fundação privada sem fins lucrativos, foi criada para liderar, dar foco e promover os compromissos de conservação, humanitários e de desenvolvimento do Grupo MSC, e utilizar o alcance global e o conhecimento único do mar que a MSC possui, a fim de tomar medidas imediatas que contribuam para proteger e cuidar do planeta azul e toda a sua população. A Ba’a Foundation se dedica a causar impacto em dois setores – no meio ambiente e na cultura. Estabelecida em 2020, a Ba’a Foundation já está fazendo um progresso significativo para incentivar e desenvolver um ecossistema forte e sustentável, impulsionado pelo desenvolvimento cultural e trazido à vida por meio de iniciativas de desenvolvimento de práticas ambientalmente conscientes.

 

 

O projeto principal da MSC Foundation se concentra na Ocean Cay MSC Marine Reserve, localizada nas Bahamas, a 104.5 km ao leste de Miami. Antes um local industrial de escavação de areia, a Ocean Cay tem sido transformada pela MSC Cruzeiros - sua operadora - em uma ilha privativa, rodeada por águas azuis cristalinas, que abrigam importantes espécies marinhas e habitats de corais que estão ameaçados pela degradação das condições do oceano. A MSC Foundation tem trabalhado em colaboração com equipes de cientistas e especialistas ambientais, e está identificando espécies resistentes e genótipos de corais, coloquialmente chamados de "Super Corais*", que sobreviveram a recentes eventos de altas temperaturas do oceano e outros impactos nas águas ao redor da ilha. A fundação visa restaurar a abundância e diversidade de corais ao redor da ilha, propagando e plantando espécies e genótipos de corais termicamente tolerantes. Com o tempo, esses locais regenerados apoiarão uma funcionalidade ecológica forte e resiliente, e serão uma proteção para os recifes de coral da região, ajudando a garantir sua sobrevivência futura.

 

 

O programa de conservação do Mar Vermelho da Ba’a Foundation está focado em garantir um futuro sustentável para a vida marinha da região, e uma das suas iniciativas principais é de recuperar recifes de coral com danos. Esta iniciativa de cinco anos será desenvolvida em três fases – sendo a primeira uma intervenção imediata nos recifes de coral de Jeddah. A partir daí a iniciativa progredirá com a visão de se tornar o maior programa de revitalização de recifes de coral do mundo. As ações visam mitigar o impacto humano direto e os riscos das mudanças climáticas para os recifes de coral, usando as melhores práticas internacionais com base científica, ao mesmo tempo que incentiva os stakeholders locais na gestão, por meio do engajamento/treinamento.

 

 

Os recifes de coral do Mar Vermelho estão entre os mais diversos do mundo. Os corais do centro e do norte do Mar Vermelho são considerados que estão em ótimas condições, e foi cientificamente demonstrado que são capazes de tolerar condições relativamente extremas, incluindo aquelas provocadas por mudanças climáticas.


 

Sobre a MSC Foundation:

A MSC Foundation, organização sem fins lucrativos, promove os compromissos de conservação, humanitários e de desenvolvimento sustentável do Grupo MSC globalmente, utilizando o alcance global e o conhecimento único do mar que a MSC possui, a fim de tomar medidas imediatas para proteger e cuidar do nosso planeta azul, toda a sua população e nossa herança cultural compartilhada.

 

 

Concentrando-se em quatro áreas - Meio Ambiente, Apoio Comunitário, Educação e Ajuda Emergencial - a Fundação promove a proteção e a gestão sustentável de ecossistemas, empodera comunidades vulneráveis ao redor do mundo para realizar seu pleno potencial, apoia a educação igualitária, de qualidade e inclusiva para fomentar o desenvolvimento individual e coletivo duradouro, além de ajudar as populações atingidas por desastres na sua recuperação.

 

 

A Fundação trabalha para alcançar isso, tanto de forma independente, quanto com parceiros dedicados: alavancando o engajamento do Grupo MSC na concepção e gerenciamento de projetos, conectando comunidades, aumentando a conscientização e mobilizando o apoio financeiro de milhares de pessoas, e junto com parceiros de confiança selecionados por suas fortes visões inovadoras ou por um histórico de ações eficazes.

 

 

Para mais informações, visite https://mscfoundation.org ou entre em contato pelo e-mail: info@mscfoundation.org.

 

*  Super Coral é um termo coloquial para se referir aos tipos de espécies de corais que resistem melhor às pressões ambientais, enquanto as espécies vizinhas, não.

 

 

Sobre a Ba’a Foundation:

 

 

A Ba’a Foundation foi criada em 2020 com o objetivo de empoderar o setor de meio ambiente e da cultura, inspirando, encorajando e desenvolvendo um forte ecossistema sustentável, que é impulsionado pelo desenvolvimento cultural e trazido à vida por meio de práticas ambientalmente conscientes.

 

 

Determinada a atingir seus objetivos, a Ba’a Foundation espera desenvolver iniciativas e programas projetados para resolver desafios em suas áreas de atuação. Um dos principais programas que foi projetado pela Ba’a Foundation, junto com os parceiros estratégicos da Beacon Development Company e da KAUST, é o programa de recuperação de corais no Mar Vermelho. O projeto visa resgatar corais por meio de técnicas sustentáveis e inovadoras, desenvolvidas em colaboração com a KAUST, universidade nacional saudita.