MSC Cruzeiros continua a sua jornada rumo à liderança ambiental com prêmio de proteção do meio ambiente marinho e a publicação do seu Relatório de Sustentabilidade 2019

  • A North American Marine Environment Protection Association reconheceu a MSC Cruzeiros na categoria Indústria Marítima do prêmio 2020 Marine Environment Protection Awards
  • O Relatório de Sustentabilidade de 2019 da MSC Cruzeiros destaca a visão da empresa de se tornar um líder ambiental no setor marítimo global e traça o caminho para um futuro sustentável
  • A Companhia também ganhou o prêmio Porthole Reader's Choice como a Companhia de Cruzeiros Mais Ecológica este ano e outros prêmios recebidos em 2019

O programa de sustentabilidade da MSC Cruzeiros foi reconhecido na premiação 2020 Marine Environment Protection Awards da North American Marine Environment Protection Association (NAMEPA), tendo recebido o prêmio da categoria Indústria Marítima. Este é um reconhecimento do trabalho ambiental multifacetado da MSC Cruzeiros e legitima três marcos importantes em sustentabilidade alcançados em 2019: o início da construção do MSC World Europa, o primeiro de até nove navios de última geração movidos a GNL a se juntar à frota da Empresa na próxima década; a restauração da Ocean Cay MSC Marine Reserve, nas Bahamas, ao seu estado original; e as etapas significativas realizadas para eliminar os itens plásticos de uso único em toda a sua frota.

 

Paralelamente, a MSC Cruzeiros publicou recentemente seu Relatório de Sustentabilidade 2019. Construído com base nas ambições de longo prazo da empresa, o relatório destaca a visão da MSC Cruzeiros de se tornar uma líder ambiental no setor marítimo global, traça um caminho para a empresa alcançar cada vez mais um futuro sustentável e resume os principais marcos em sustentabilidade atingidos no ano passado.

 

O programa de sustentabilidade da MSC Cruzeiros é organizado em torno de quatro pilares principais: Planeta, Pessoas, Local e Suprimentos. Isso se traduz em um direcionamento para aprimorar continuamente o desempenho ambiental da frota; cuidar de todos os colaboradores e promover a diversidade e inclusão; trabalhando para garantir que o impacto nas comunidades litorâneas que a MSC Cruzeiros visita permaneça positivo; e o fornecimento responsável dos produtos e serviços que a Empresa adquire.

 

As conquistas significativas em sustentabilidade no ano de 2019 da MSC Cruzeiros incluem:

 

  • Início da construção do MSC World Europa, o primeiro navio movido a GNL da Companhia. Com emissões significativamente reduzidas, que irá incorporar um teste inovador de tecnologia de célula de combustível de óxido sólido para auxiliar ainda mais o desenvolvimento desta tecnologia avançada para os esforços de descarbonização.
  • A inauguração da Ocean Cay MSC Marine Reserve nas Bahamas, transformada de um antigo local de extração de areia em um destino com sustentabilidade em sua essência. A MSC Cruzeiros agora está trabalhando para estabelecer um berçário de corais e um laboratório marinho na ilha para apoiar a regeneração dos corais e da vida selvagem no oceano ao redor da ilha. Quando concluídos, esses dois projetos se tornarão elementos centrais da experiência dos hóspedes na ilha.
  • Este ano também foi vista a dedicação da recém-lançada MSC Foundation para se tornar um ator-chave e um veículo importante para canalizar o trabalho social da MSC Cruzeiros e para aprimorar ainda mais o relacionamento com as comunidades que sua frota visita. Durante o furacão Dorian, nas Bahamas, em agosto e setembro, a MSC estava lá fornecendo ajuda humanitária, entregando mais de 250 contêineres de produtos, incluindo água, arroz, geradores e materiais de construção.
  • Conforme os negócios cresceram em 2019, também aumentou o número e a diversidade de funcionários da MSC Cruzeiros. Mais de 8.000 homens e mulheres se juntaram à família MSC Cruzeiros em 2019, de 124 nacionalidades. Além de proteger o meio ambiente, sustentabilidade também significa apoiar as pessoas que trabalham na Empresa e as que optam por viajar com ela, bem como as comunidades e locais que seus navios visitam.

 

Pierfrancesco Vago, Presidente Executivo da MSC Cruzeiros, disse “Nos sentimos honrados por receber este prêmio, que reconhece nossos esforços contínuos para alcançar um futuro de impacto zero. Como Empresa, estamos inequivocamente comprometidos com a proteção do meio ambiente, as comunidades litorâneas que visitamos e todos os nossos colaboradores. Nossa visão de longo prazo é nos tornarmos um líder ambiental no setor marítimo em geral. Estamos fazendo isso constantemente, adotando procedimentos para reduzir o impacto ambiental de nossa frota e investindo no desenvolvimento acelerado de tecnologias e soluções ambientais de última geração. ”

 

Antes de entrar em serviço, todas os novos navios da MSC Cruzeiros são equipados com algumas das mais recentes tecnologias e soluções ambientais disponíveis para minimizar sua pegada ambiental. Esses sistemas são atualizados regularmente ao longo da vida útil do navio e até mesmo substituídos por soluções mais atualizadas quando estão nas drydocks (docas secas).

 

Em termos de emissões atmosféricas, isso inclui a implantação de sistemas híbridos de limpeza de gases de escape (EGCS) e sistemas de redução catalítica seletiva (SCR) para minimizar óxidos de enxofre (SOx), óxidos de nitrogênio (NOx) e material particulado na exaustão. Todos os navios que foram entregues a partir de 2017 também estão equipados com recursos de cold ironing para se conectar às redes de energia locais enquanto estão atracados, o que resulta em uma forte redução das emissões atmosféricas enquanto o navio está no porto.

 

Olhando para o gerenciamento de águas residuais, os navios da MSC Cruzeiros estão equipados com sistemas de tratamento avançados que transformam águas residuais em uma qualidade próxima a de água de torneira, sistemas de tratamento de água de lastro e plantas de produção de água doce capazes de produzir água potável suficiente para cobrir as necessidades do navio.

 

Os navios da MSC Cruzeiros também incorporam algumas das mais recentes soluções de eficiência energética para diminuir o consumo de combustível. Isso inclui o uso de iluminação LED, sistemas inteligentes de aquecimento, ventilação e ar condicionado (HVAC) e circuitos de recuperação de calor, para citar alguns. Nesse contexto, a MSC Cruzeiros estabeleceu uma meta ambiciosa de redução do consumo de combustível de 2,5% de combustível ano a ano, que visa melhorar o desempenho e alcançar uma redução substancial de emissões atmosféricas.

 

A MSC Cruzeiros está se preparando para receber o MSC Virtuosa e o MSC Seashore no primeiro semestre de 2021. Ambos os navios apresentarão a gama de tecnologias e soluções ambientais destacadas acima e estarão entre os navios de cruzeiro mais ecológicos e eficientes da Companhia.

 

Em 2022, a MSC Cruzeiros receberá o MSC World Europa, o primeiro de até nove navios de cruzeiro de última geração movidos a GNL que irão se juntar à frota da Empresa na próxima década. O GNL é o combustível mais limpo disponível atualmente no setor de transporte marítimo. Em comparação com o combustível marítimo padrão, o GNL alcança reduções substanciais nas emissões atmosféricas em termos de SOx, NOx, material particulado e dióxido de carbono (CO2).

 

O MSC World Europa apresentará igualmente um novo sistema demonstrador de 50 quilowatts que incorpora a tecnologia de célula de combustível de óxido sólido (SOFC) que usará GNL para produzir eletricidade e calor a bordo. Isso oferece um potencial para reduzir as emissões de gases de efeito estufa em cerca de 30% em comparação com os motores convencionais de GNL, sem NOx, SOx ou emissões de partículas finas. Ele também oferece a vantagem de ser compatível com outros combustíveis com baixo teor de carbono como metanol, amônia e hidrogênio.

 

A MSC Cruzeiros também anunciou em julho deste ano que investiria no Estaleiro Palumbo, em Malta, para potencialmente fornecer tecnologia de ponta para permitir serviço de manutenção de navios movidos à GNL no Mediterrâneo. Mais uma prova da intenção da MSC Cruzeiros de liderar o setor nesse aspecto.

 

Em termos de emissões de gases de efeito estufa, em linha com a visão da Organização Marítima Internacional para a descarbonização do setor marítimo, a meta da MSC Cruzeiros é reduzir a intensidade de carbono da sua frota em 40% até 2030 em comparação com dados de 2008. Tendo já atingido uma melhoria de 28%, o objetivo é reduzir mais 12% nos próximos dez anos.

 

Linden Coppell, Diretora de Sustentabilidade da MSC Cruzeiros, comentou “O nosso Relatório de Sustentabilidade de 2019, confirma nossas prioridades e ações, não apenas no suporte às ambiciosas metas de redução de carbono da indústria de transporte marítimo, mas coloca a sustentabilidade firmemente no centro de nossos negócios. Queremos implementar os objetivos contidos nele e continuar a jornada da MSC Cruzeiros em direção à liderança ambiental no setor marítimo global. ”

 

Naquele ano, a indústria marítima global também reconheceu os esforços contínuos da MSC Cruzeiros na sustentabilidade com o Prêmio Neptune 2019 como Greenest Shipowner of the Year” em uma cerimônia realizada no Fórum Global de Transportes Marítimos e Portos Sustentáveis em Copenhague. Em 2020, além do reconhecimento da NAMEPA, a MSC Cruzeiros também recebeu o prêmio Porthole Reader's Choice na categoria Companhia de Cruzeiros mais Ecológica.

 

Vago concluiu, “Na MSC Cruzeiros, nossa prioridade é o mar e os oceanos. E como uma empresa familiar, sempre priorizamos as considerações de longo prazo em relação às de curto prazo. Apesar dos desafios que a nossa indústria enfrenta atualmente, nossos olhos permanecem fixos em nossas ambições ambientais de longo prazo. ”

 

Para saber mais sobre as práticas de sustentabilidade e gestão ambiental da MSC Cruzeiros e acessar o Relatório de Sustentabilidade de 2019 clique aqui