Mangalore

Templo Sri Manjunatha Shiva
Templo Kudroli Gokarnanatha
Templo Sri Krishna

Procurar cruzeiros em Dubai, Abu Dhabi & Índia

Mangalore

“Roma do Leste”

Chegar à Índia em um navio da MSC Cruzeiros e desembarcar no porto da cidade movimentada e multicultural de Mangalore, situada no litoral oeste do subcontinente, significa conhecer outra escala entre Goa e Kerala. 

Nomeada em homenagem ao antigo templo Mangaladevi, em Bolar, localizada a 3 km do centro da cidade, Mangalore era um dos portos mais importantes do sul da Índia frequentado pelos comerciantes árabes. 


No século VI este porto já era muito conhecido no exterior como uma grande fonte de suprimento de pimenta. A forte influência cristã em Mangalore data desde a chegada de São Tomé mais ao sul. 1400 anos depois, em 1526, os portugueses fundaram uma das primeiras igrejas do litoral, mas a atual Catedral Rosário, que possui uma cúpula similar à da Catedral de São Pedro em Roma, data de 1910.


Mais próximo do centro, na Lighthouse Road, belos afrescos restaurados, têmpera e murais à oléo feitos pelo italiano Antonio Moscheni adornam a Capela do Colégio São Aluisio, construída em 1885 em estilo romanesco. O templo Manjunatha do século X em Mangalore é um importante centro de cultos Shaivite e Natha-Pantha. Reconhecido como um ramo do Budismo Vajrayana, o culto engloba diferentes ramos do hinduísmo, semelhante a alguns cultos do Nepal. Preservadas no santuário há várias estátuas maravilhosas de bronze, inclusive uma de Lokeshvara (Matsyendranatha) sentada, com seus 1,5 m de altura, esculpida em 958 dC e considerada a mais bela arte em bronze do sul, fora do Estado de Tamil Nadu. 


O Templo Kudroli Gokarnanatha, do século XX, em Mangalore, é outro templo dedicado a Shiva e foi construído no estilo Chola com piso de mármore branco. Udupi (ou Udipi) no litoral oeste, a 60 km do norte de Mangalore, é um dos centros de vixnuísmo (ou vaishnavismo) mais sagrados do sul da Índia. O santo hindu, Madhva (século XIII) nasceu neste lugar, e o templo Krishna e monastérios que ele fundou recebem centenas de milhares de peregrinos todos os anos.

Lugares imperdíveis em Mangalore

Conheça nossas excursões

    Índia

    Cores, sabores e aromas
    Cores, sabores e aromas

    Uma viagem à Índia não significa visitar um país, mas um continente. Estendendo-se desde os cumes congelados do Himalaia até a vegetação tropical de Kerala, suas extensas fronteiras envolvem uma gama incomparável de paisagens, culturas e pessoas.

    Ande pelas ruas de qualquer cidade indiana e você estará lado a lado com representantes de várias das grandes religiões do mundo, uma multidão de castes e outcastes, punjabis com turbantes e os Tamil.
    Com um cruzeiro MSC Grand Voyages para a Índia, você encontrará rituais em templos realizados desde os tempos dos Faraós egípcios, mesquitas com cúpulas em forma de cebola erguidas séculos antes de alguém ter sonhado com o Taj Mahal e ecos sutis da Índia Britânica em praticamente todas as esquinas.

    O circuito mais viajado do país, que combina monumentos espetaculares com a paisagem plana e fértil considerada por muitos arquetipicamente indiana, é o chamado Triângulo Dourado no Norte: a própria Déli, a capital colonial; Agra, lar do Taj Mahal e a cidade rosa de Jaipur em Rajasthan.
    Rajasthan é provavelmente o único estado mais popular entre os viajantes, que são atraídos por seu cenário desértico, seus imponentes fortes medievais e pelos palácios de Jaisalmer, Jodhpur, Udaipur e Bundi e pelos coloridos vestidos tradicionais.